fbpx

Movimento quer hip-hop como patrimônio imaterial do Brasil

O grupo também diz lutar pela "democracia" contra o "fascismo"

Durante marcha de reconhecimento, a comunidade do hip-hop se reuniu em Brasília para entregar ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) um documento que dará início ao processo para declarar o movimento como patrimônio imaterial do país.

Leia também: MPF pede que Instagram e YouTube forneçam dados de seguidores de Bolsonaro

De acordo com Marcelo Rebello, integrante do Construção Nacional, o grupo luta pela “democracia” contra o “fascismo”.

O dossiê foi elaborado por membros do movimento hip-hop espalhados pelo Brasil, com auxílio do instituto, em comemoração aos 50 anos do hip-hop no mundo. Por aqui, o movimento cultural chegou 10 anos mais tarde e completa 40 anos.

O movimento também esteve em Brasília, em maio, para propor políticas públicas para regiões periféricas. O documento que pode tornar hip-hop patrimônio imaterial foi entregue ao presidente do Iphan, Leandro Grass.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?