fbpx

Lula quer criar “Foro Amazônico” para administrar repasses da UE

Anúncio foi feito no encontro bilateral, que aconteceu um mês antes da Cúpula da Amazônia
Foto: Cláudio Kbene/PR

Compartilhe

O presidente Lula (PT) propôs a criação de um “Parlamento Amazônico” para unir países da região amazônica e cobrar mais empenho da União Europeia no repasse dos US$ 100 bilhões, em evento na Colômbia.

Lula quer que os países amazônicos – Brasil, Bolívia, Colômbia, Guiana, Equador, Peru, Suriname e Venezuela – tenham mais força para administrar os repasses e do fundo de combate às mudanças climáticas firmado no Acordo de Paris, em 2009, e chegar a um acordo de livre comércio entre a UE e o Mercosul.

“É preciso valorizar o papel dos prefeitos, governadores e parlamentares. Não se faz política pública sem participação de quem conhece o território. Para isso, queremos formalizar o Foro de Cidades Amazônicas e o Parlamento Amazônico”, disse Lula.

Leia também:  Lula: apenas 10% da população considera administração ótima

O encontro bilateral aconteceu um mês antes da Cúpula da Amazônia, que será realizada no Pará, em 8 de agosto. Além de Lula, os presidentes da Bolívia, da Colômbia, do Equador, da Guiana, do Peru, de Suriname e da Venezuela virão ao Brasil para o evento.

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?