fbpx

Câmara aprova urgência do PL da Censura

Deputado Arthur Lira na votação do PL da Censura
Urgência foi aprovada por 238 votos e o mérito da matéria será votado na próxima terça-feira (02/05). Texto ainda pode sofrer alterações

Com 238 votos favoráveis à medida e 192 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou a urgência do PL da Censura (PL 2630/2020), nesta terça-feira (25). O relator Orlando Silva (PCdoB/SP) sequer protocolou o texto final do projeto, e mesmo sem saber o que votarão, os parlamentares votaram a favor. De acordo com o presidente da Casa, Arthur Lira, o mérito do projeto passará por votação na próxima terça (02/05).

Caso seja votado o texto informal que circula nos grupos políticos, o PL pode afetar gravemente a liberdade de expressão. Isso porque o projeto pode dificultar a disseminação de informações importantes, especialmente para grupos minoritários. Segundo o Instituto Cidadania Digital, o PL das Fake News virou uma investida comercial das emissoras de TV contra as plataformas on-line.

Leia também:  Zema recebe medalha na Câmara por gestão em MG

Definição de verdade na mão do Estado

Apesar de ser apresentado como uma iniciativa para combater a disseminação de informações falsas, o PL da Censura pode ter o efeito contrário. A proposta pode acabar por incentivar a censura prévia e limitar a liberdade de expressão, uma vez que a decisão sobre o que é ou não considerado “falso” ou “enganoso” ficaria a cargo das plataformas e do poder público, sem uma definição clara e objetiva sobre o que se enquadra nessa categoria.

Além disso, a obrigatoriedade de verificação de identidade dos usuários pode representar uma violação à privacidade dos usuários e colocar em risco a segurança de suas informações pessoais, além de criar um ambiente propício para o surgimento de perfis falsos e apropriação indevida de identidades.

Leia também:  TSE limita uso de Inteligência Artificial nas eleições de 2024

Impacto para a economia

O PL da Censura pode ter impactos negativos para a economia do país, uma vez que pode desestimular a atuação de empresas de tecnologia e inovação no Brasil, afetando o desenvolvimento de setores estratégicos da economia e prejudicando a competitividade do país no mercado global.

O projeto também traz a vedação total ao uso de dados combinados e com isso, a quebra do modelo de negócio das plataformas, o que pode prejudicar milhões de empreendedores que vivem de anunciar e vender nas plataformas. Além disso, haverá devassa e restrição aos anunciantes on-line, que terão que expor a identificação de conteúdos impulsionados e publicitários.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?