fbpx

Liberais prestam solidariedade após assassinato de ex-premiê japonês

Shinzo Abe comandou Japão entre 2012 e 2020, pertencia ao partido Liberal Democrata e participou da cerimônica de encerramento das Olimpíadas Rio 2016

Lideranças liberais prestaram solidariedade na manhã desta sexta-feira (8) após a notícia do assassinato do ex-premiê japonês, Shinzo Abe.

Na avaliação de Felipe d’Avila, pré-candidato à presidência da República pelo Partido Novo, o episódio é “mais um triste capítulo dos tempos difíceis que estamos vivendo”.

“A barbárie jamais pode prevalecer sobre os três pilares que sustentam a democracia: civilidade, respeito e tolerância”, opinou. [1]

Descendente de japoneses, o deputado federal Kim Kataguiri (União/SP) também manifestou-se sobre o episódio, opinando que Abe foi “um dos maiores políticos desse século”.

“Foi o primeiro-ministro que por mais tempo ocupou o cargo na história do Japão. […] Toda a solidariedade da comunidade nipo-brasileira para com nossos irmãos japoneses”, destacou. [2]

No poder de 2012 a 2020, Shinzo Abe também chegou a participar da cerimônia de encerramento das Olimpíadas do Rio de 2016. Na ocasião, apareceu vestido de Mario Bros – personagem da empresa de videogames japonesa Nintendo – simulando ter cruzado do Japão ao Brasil por dentro da terra. Ele pertencia ao partido Liberal Democrata.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?