fbpx

Pré-candidato, Adrilles admite decisão sobre fundão eleitoral

Sem apresentar provas, ex-comentarista da Jovem Pan sugeriu que quem recusa fundão ou é rico ou vai devolver favores para os financiadores no futuro
Foto: Reprodução/YouTube

Compartilhe

O comentarista político Adrilles Jorge, que anunciou nesta semana que será candidato a deputado federal em São Paulo, surpreendeu seguidores e fãs nesta sexta-feira (24) ao anunciar sua decisão sobre o uso do fundão eleitoral.

Em entrevista ao “+1 podcast”, o ex-BBB afirmou que, embora seja simpático às ideias liberais e crítico ao Fundo Especial ao Financiamento de Campanhas Eleitorais, também conhecido como “fundão eleitoral”, utilizará os recursos.

“Eu sempre me coloquei contra à existência do fundão [eleitoral], mas em havendo fundão – que eu acho menos ruim do que haver Caixa 2, dinheiro não contabilizado, [que veio] sabe-se lá de onde para devolver para empresários, conluios, oligopólios, […] – eu vou usar do bolso do contribuinte sim, o fundão, para estabelecer uma campanha honesta e fazer uma ação honesta em prol do contribuinte”, disse.

Leia também:  Iniciativa privada poderá gerir 33 escolas públicas de SP com PPP

O ex-comentarista da Jovem Pan, onde ganhou notoriedade no programa “Morning News”, também fez suposições sobre quem não usa o montante, sugerindo troca de favores futuros.

“Quem não usa o fundão, é porque o cara geralmente é rico. Eu não vou dizer nomes, mas tem um tanto de deputados que têm milhões, centenas de milhões, até bilionários, e pega um dinheirinho da carteira e põe lá. Ou então é amigo de gente rica, amigo de empresário, e fala ‘você me dá um capilézinho, coloca no meu bolsinho, e depois eu te devolvo em alguma emenda parlamentar'”, acusou, sem apresentar provas.

Assista:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?