fbpx

Bolsonaro pede investigação após aborto de feto de 7 meses

Presidente destacou que tanto a criança de 11 anos que daria luz à criança quanto o bebê de 7 meses seriam "vidas que precisam ser preservadas"

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nas redes sociais na noite desta quinta-feira (23) que solicitou ao Ministério da Justiça e ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos que sejam apurados os “abusos cometidos pelos envolvidos” no processo do aborto de um feto de 7 meses, ocorrido no Sul.

O caso repercutiu após reportagem do site “The Intercept Brasil” que apontou que uma criança de 11 anos estaria sendo pressionada pela Justiça a não realizar o aborto de uma gravidez fruto de estupro, o que é permitido pela legislação.

Na avaliação de Bolsonaro, pode ter havido “violação do sigilo de justiça e do total desprezo pelas leis e princípios éticos, à exposição de uma menina de 11 anos”. [1]

Leia também:  Bolsonaro pode ser preso? Juristas explicam

Em outra publicação, Bolsonaro voltou a se posicionar, criticamente, sobre o caso.

“Para nós, tanto a criança de 11 anos quanto o bebê de 7 meses são vidas que precisam ser preservadas. Para vocês e todos os que promoveram essa barbárie, somente uma dessas vidas importam e a outra poed ser descartada numa lata de lixo, mesmo que exista chance de se evitar isso”, destacou. [2]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?