fbpx

Liberais criticam Bolsonaro após prisão de Milton Ribeiro

Parlamentares e influenciadores lembraram que Bolsonaro disse que 'botava a cara no fogo' por ex-ministro e associaram o presidente às investigações
Milton Ribeiro (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Compartilhe

A prisão preventiva do ex-ministro Milton Ribeiro, da Educação, nesta quarta-feira (22) levou um conjunto de liberais a criticarem o governo. Ribeiro é investigado por um suposto esquema de corrupção envolvendo a liberação de recursos no ministério.

O deputado federal Marcelo Calero (PSD/RJ), ligado ao Livres, lembrou que Bolsonaro disse que “colocava a cara no fogo” por Ribeiro. [1]

“O que mais me impressiona é que realmente havia quem acreditasse que ‘não havia corrupção’ no Governo Bolsonaro. Há. E muita.”, destacou.

Calero questionou ainda se “o agora presidiário vai entregar seus mandantes”.

Fundador e ex-presidente do Partido Novo, João Amoêdo também aproveitou a notícia para criticar o governo.

“O governo que ia privatizar, se afastar do Centrão, zerar o déficit público, derrotar o PT e acabar com a corrupção. A verdade vai destruindo as narrativas”, comentou. [2]

Leia também:  "Quero endireitar a educação brasileira", diz Daniel José ao tomar posse como deputado federal

Na avaliação do deputado federal Felipe Rigoni (União/ES), a prisão “escancara o descaso com a educação brasileira e mostra um claro esquema de corrupção dentro do MEC”.

“Uma gestão incompetente é capaz de prejudicar milhões de futuros. Em março, encaminhei uma representação denunciando esse absurdo!”, lembrou. [3]

O Movimento Brasil Livre (MBL), por sua vez, afirmou que Bolsonaro “queimou a cara”.  [4]

Renan Santos, uma das principais lideranças do grupo, também aproveitou para destacar a suposta participação de Bolsonaro nos fatos que levaram a prisão de Ribeiro, que incluem tráfico de influência no MEC.

“Bolsonaro nomeou ele ministro; pediu pra receber e atender direitinho os pastores corruptos; defendeu a honra dele após os áudios vazados; quer que a AGU o defenda. Mas o mito não tem relação alguma. Tudo suposição minha…”, debochou. [5]

Leia também:  "Quero endireitar a educação brasileira", diz Daniel José ao tomar posse como deputado federal

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?