fbpx

Lula fala em regulamentação da mídia eletrônica e do Instagram

Ex-presidente e pré-candidato a um novo mandato defendeu o que chamou de democratização da mídia, mas negou intenção em promover censura

O ex-presidente Lula (PT), um dos favoritos para a eleição presidencial, voltou a defender uma regulamentação na mídia eletrônica no Brasil e criticou até o Instagram.

A fala foi divulgada em um recorte produzido pelo portal “Metrópoles” e foi, originalmente, feita em entrevista do pré-candidato à Rádio Itatiaia Vale, segundo a publicação.

“Eu acho que é preciso fazer uma regulação da mídia eletrônica no Brasil. A última que foi feita foi em 1962 e a gente não tinha 10% dos avanços que a gente tem hoje, sabe, com a internet”, reclamou.

Segundo o ex-presidente, quem tem que “regular é o povo” e a regulação não tem que “interessar ao presidente, […] mas a sociedade brasileira’.

O petista também afirmou “ninguém quer censura”, mas que os meios de comunicação sejam democratizados e que, na cobertura dos fatos, os dois lados em questão sejam expostos.

Leia também:  Lula faz primeira viagem internacional de 2024, nesta terça (12)

“Você não pode permitir que a internet, que essa imprensa digitalizada, que é uma coisa nova, fantástica, […] que ela se transforme numa base de construção de mentiras”, afirmou o ex-presidente.

Sem citá-lo nominalmente, Lula também direcionou críticas a Mark Zuckerberg, fundador da Meta, empresa que é dona do Instagram:

“O dono do Instagram não pode fazer o que ele quer, ele não pode ser um retransmissor de mentiras porque ele quer ganhar dinheiro”, destacou, defendendo que seja respeitada a cultura e as leis de cada país.

Assista:

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?