fbpx
PUBLICIDADE

Dólar aproxima-se de R$ 4,80, apesar de bom humor externo

Bolsa caiu 0,82%, em dia de poucas negociações
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
PUBLICIDADE

A diminuição das tensões no exterior não ajudou o mercado financeiro brasileiro nesta segunda-feira (6). O dólar subiu e voltou a aproximar-se de R$ 4,80. A bolsa de valores caiu pela segunda sessão consecutiva e fechou no menor nível em pouco mais de duas semanas.

PUBLICIDADE

O dólar comercial encerrou esta segunda vendido a R$ 4,796, com alta de R$ 0,018 (+0,37%). A moeda norte-americana iniciou o dia em baixa, chegando a R$ 4,75 pouco depois das 9h. No entanto, ainda durante a manhã, a divisa inverteu o movimento e passou a subir. Na máxima do dia, por volta das 14h, aproximou-se de R$ 4,81.

No mercado de ações, o dia foi parecido, com as negociações iniciando com bom humor, mas deteriorando-se ao longo da sessão. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 110.986 pontos, com recuo de 0,82%. O indicador está no nível mais baixo desde 20 de maio.

PUBLICIDADE

Leia também:  Menos de 20% dos municípios já têm Lei da Liberdade Econômica, diz ILISP

O dia começou com o mercado financeiro reagindo bem à amenização das medidas de lockdown na China. Isso faz o dólar abrir em queda; e a bolsa, em alta. No entanto, dados do mercado doméstico mudaram o ritmo das negociações.

Com várias semanas de atraso, o Banco Central (BC) divulgou o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras. Os analistas de mercado aumentaram para 8,89% a estimativa de inflação para este ano.

A projeção trouxe instabilidade ao mercado, à medida que o BC, segundo a ata mais recente do Comitê de Política Monetária (Copom), deve encerrar o ciclo de aumentos na taxa Selic (juros básicos da economia) na reunião dos dias 14 e 15 de junho. A alta da inflação reduz os juros reais (diferença entre os juros e a inflação), diminuindo a entrada de dólares no país.

PUBLICIDADE

Leia também:  Pequenos negócios geram renda de R$ 420 bilhões por ano

Entre em nossos grupos do WhatsApp para continuar tendo acesso às nossas notícias, incluindo um balanço semanal do principal que foi publicado. É gratuito. Clique aqui.

Aproveitamos para te convidar a assistir abaixo a nossa última transmissão ao vivo em nosso canal do YouTube tendo como tema petróleo, polêmicas e soluções:

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?