fbpx
PUBLICIDADE

Projeto 200+ quer eleger parlamentares anticorrupção em outubro

Iniciativa cobra a assinatura de um termo de compromisso que envolve pautas e até a previsão de pagamento de multa em caso de descumprimento do acordo
Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Um conjunto de organizações da sociedade civil lançou um projeto apartidário chamado “200+”. A iniciativa quer eleger parlamentares que tenham assinado compromissos da entidade, em geral ligados a pautas de combate à corrupção.

PUBLICIDADE

Entre os tópicos propostos aos futuros candidatos, estão a atuação, caso eleito, pelo fortalecimento da democracia e do Estado de direito, a redução de dois terços ou extinção do fundão eleitoral, a defesa da condenação criminal já em segunda instância e o fim do foro privilegiado.

Além disso, o grupo busca dos candidatos o compromisso de terem realizados “curso de preparação e capacitação política com mais de 100 horas de qualificação nos últimos 2 anos” e a promessa de afastamento do cargo em caso de tornar-se “réu em processo por corrupção” e até afastamento definitivo (renúncia) em caso de condenação em qualquer instância.

PUBLICIDADE

No termo de compromisso proposto, a iniciativa também quer fazer com que os candidatos pretendentes a serem divulgados pelo movimento assinem uma declaração em que afirmam, publicamente, não terem sido condenados em nenhum processo por corrupção.

Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

Caso, após assinado, o termo seja descumprido, o pretendente assinará ainda que reconhece que “a falsidade desta declaração ou o descumprimento dos compromissos gera dano civil e difuso à sociedade” e que poderá pagar multa cívil de R$ 100 mil.

“[O projeto] surgiu porque a sociedade não aguenta mais tanta desfaçatez de políticos do Congresso Nacional que ignoram há anos os eleitores e as pautas realmente importantes para a mudança do país e assim se une no desejo de querer eleger pessoas realmente comprometidas com o eleitor e com o Brasil”, diz a página.

PUBLICIDADE

Dentre as entidades que são divulgadas como apoiadoras da iniciativa, estão os movimentos “Grita!”, “Mude – Chega de corrupção”, “Médicos contra a corrupção” e “Onda Livre”. O “Vem Pra Rua” também tem divulgado a iniciativa nas redes sociais.

PUBLICIDADE

Entre em nossos grupos do WhatsApp para continuar tendo acesso às nossas notícias, incluindo um balanço semanal do principal que foi publicado. É gratuito. Clique aqui.

Aproveitamos para te convidar a assistir abaixo a nossa última transmissão ao vivo em nosso canal do YouTube tendo como tema petróleo, polêmicas e soluções:

Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?