fbpx

Vereador do NOVO aponta ‘hipocrisia’ de app estatal do Rio

Prefeitura teria notificado aplicativos como iFood e Zé Delivery por causa de valor mínimo para compras, mas teria a mesma política no app estatal
Pedro Duarte em frente à biblioteca J. G. Merquior (Foto: Divulgação)

Compartilhe

O vereador do Rio de Janeiro, Pedro Duarte (NOVO), voltou a criticar nesta quarta-feira (11) o aplicativo estatal lançado pela Prefeitura  do Rio para concorrer com o iFood.

O ato ocorre após ser noticiado que o Procon Carioca, órgão vinculado ao município, teria decidido notificar os aplicativos iFood e o Zé Delivery (especializado em bebidas) por estipularem um “pedido mínimo para compras”. [1][2]

Na avaliação do diretor executivo da entidade, ao estipular um “valor mínimo”, haveria uma “prática abusiva que viola o Código de Defesa do Consumidor”, noticiou o jornal Extra.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Pedro Duarte reagiu.

“O governo quer proibir que os comerciantes coloquem valores mínimos em seus pedidos: quer obrigar a padaria a entregar 1 [pão] e o bar a entregar 1 latinha de cerveja! Faz sentido?!”, reclamou.

Leia também:  Duarte desiste e Sponza (NOVO) será candidata a prefeita do Rio

Na sequência, o parlamentar liberal revelou que até o aplicativo estatal “Valeu” exige valor mínimo para pedidos.

“Dois pesos, duas medidas?”, ironizou, pedindo coerência. Em março, o parlamentar escreveu um artigo no Boletim da Liberdade com críticas ao app estatal. [3]

Confira:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?