fbpx

Talibã institui lei para que mulheres se cubram por inteiro

Regime que voltou ao poder no Afeganistão voltou a pautar uma agenda extremista que inclui a violação de direitos das mulheres

O governo do Afeganistão, comandado desde 2021 pelos extremistas do Talibã, endureceu neste sábado (7) as regras de vestuário para as mulheres.

A partir de agora, elas serão obrigadas por lei a se cobrir da cabeça aos pés em público, medida que ficou em vigor também durante a primeira fase do regime, antes da invasão dos Estados Unidos, em 2001.

“Essa não é uma restrição contra as mulheres, mas uma ordem do Alcorão. É uma ordem de Allah e do profeta Maomé”, justificou-se o porta-voz do Ministério da Virtude e da Prevenção ao Pecado, Aklif Muhajir, como reportado pelo jornal “The Washington Post”.

Para cumprir a lei, as mulheres poderão adotar a burca – tradicional capa que cobre todo o corpo -, ou então um véu para cobrir o rosto e outra peça de roupa complementar que faça a cobertura total das demais partes.

As mulheres que forem flagradas descumprindo as novas regras impostas pelo Talibã sofrerão avisos e, em caso de reincidência, novas penas poderão ser propostas, inclusive de prisão.

De acordo com a reportagem do “The Washington Post”, embora a tradição das mulheres afegãs já fosse esse vestuário, a não imposição pela lei nas últimas décadas fez com que o costume passasse a ser menos comum em algumas áreas do país, especialmente as urbanas.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?