fbpx
PUBLICIDADE

Shell e BP tomam decisão sobre a Rússia; UE foca em magnatas

Regime comandado por Vladimir Putin sofre sanções econômicas e União Europeia quer afetar a rede de apoio ao presidente russo
Foto: Marcos Corrêa/PR
PUBLICIDADE

Após atacar a Ucrânia, a Rússia segue enfrentando consequências das sanções econômicas que sofreu de países ocidentais. A mais recente delas é a saída anunciada de petrolíferas como a Shell, a BP (British Petroleum) e a Equinor, que possuem atuação direta ou por meio de joint-ventures no país comandado por Vladimir Putin.

PUBLICIDADE

Presidente-executivo da Equinor, Anders Opederam afirmou que a posição da empresa “na atual situação” seria “insustentável”.  A companhia é controlada pelo governo norueguês, que é membro da OTAN.

Já Ben van Beurden, presidente-executivo da Shell, avaliou que o ataque russo “ameaça a segurança da Europa” e teria deixado a companhia surpresa.

PUBLICIDADE

Mais cedo, nesta segunda-feira (28), o responsável pelas relações exteriores da União Europeia, Josep Borrell, destacou que o bloco vai buscar afetar a rede de apoio do governo Putin, composta especialmente por magnatas que surgiram após o colapso do regime soviético. O objetivo, com isso, seria desestimular a Rússia a seguir com a agressão. [1][2]

Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?