fbpx
PUBLICIDADE

Rússia invade Ucrânia e impõe nova guerra na Europa

Internautas especulam sobre 'nova guerra mundial', sirenes são tocadas em Kiev e presidente ucraniano pede sanções
Foto: Sputnik Brasil
PUBLICIDADE

A Rússia atacou oficialmente na madrugada desta quinta-feira (24) a Ucrânia. Há relatos de explosões em diversos pontos do país. Sirenes foram acionadas em Kiev, capital ucraniana, para sinalizar a invasão. [1]

PUBLICIDADE

Ainda não há dimensão exata, até a publicação desta matéria, sobre o alcance dos ataques e se eles têm por objetivo a desestabilização total do governo de Kiev ou apenas o controle de parte do país – as regiões separatistas que Putin declarou reconhecimento.

O governo ucraniano, por sua vez, fala em “invasão total”. Nas redes sociais, o presidente Zelensky pediu um apelo ao mundo para “sanções imediatas” e que o “mundo deve forçar a Rússia à paz”.

PUBLICIDADE

Ele também classificou que é uma guerra “contra a Ucrânia e do mundo”.

Leia também:  Putin fala de 'resposta' após Finlândia e Suécia se aproximarem da OTAN

Há relatos ainda não confirmados de que unidades militares ucranianas, que poderiam oferecer resistência armada, foram “neutralizadas” em diversos pontos do país.

PUBLICIDADE

O presidente norte-americano, Joe Biden, também se manifestou nas redes sociais. Ele destacou que conversou com o presidente ucraniano e avaliou que a invasão é um “ataque não provocado e injustificado”.

“Eu o informei sobre os passos que estamos tomando para reunir a condenação internacional, inclusive esta noite no Conselho de Segurança da ONU”, afirmou o democrata, que prometeu ainda conversar com lideranças mundiais e aliados para estabelecer “severas sanções à Rússia”.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?