fbpx
PUBLICIDADE

Venezuela, Haiti e Cuba lideram lista de solicitantes de refúgio no Brasil

Assassinato de congolês no Rio de Janeiro abriu luz sobre possibilidade de xenofobia no país; hipótese, contudo, ainda está sob investigação da Polícia
Aeroporto (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O assassinato do congolês Moïse Kabamgabe na noite do último dia 24 no Rio de Janeiro jogou luz sobre a situação dos refugiados no país.

PUBLICIDADE

De acordo com informações preliminares, Kabamgabe – que trabalhava como garçom em um quiosque na praia da Barra da Tijuca, zona nobre da capital fluminense – teria fugido da guerra e da fome no Congo e vindo ao Brasil, ainda adolescente, em 2011 junto com a mãe e os irmãos.

Embora o Brasil seja um dos destinos mais optados por refugiados africanos, dados divulgados pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) apontam que, em 2020, os principais perfis dos que buscam esse visto no Brasil é composto por venezuelanos, haitianos e cubanos. [1]

PUBLICIDADE

Leia também:  Tropa da Marinha recebe certificação máxima para missões de paz da ONU

Confira a tabela a seguir, divulgado pela ONU e composto por dados da Polícia Federal de 2020:

Número de solicitantes de reconhecimento da condição de refugiado, segundo principais países de nacional ou residência habitual (2020)

Venezuela: 17.385
Haiti: 6.613
Cuba: 1.347
China: 568
Angola: 359
Bangladesh: 329
Nigéria: 213
Senegal: 209
Colômbia: 182
Síria: 129
Outros países: 1.565

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

APOIO

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?