fbpx

Briga entre deputado bolsonarista e Arthur do Val vai parar no Conselho de Ética

Deputados estaduais de São Paulo se desentenderam durante votação do passaporte da vacina na Assembleia Legislativa, com presença de manifestantes simpáticos ao governo

Uma discussão na última quinta-feira (16) levou o deputado estadual Gil Diniz (sem partido) a entrar neste sábado (18) com ação no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo contra Arthur do Val (Patriotas-PS). Diniz agiu depois que Do Val sinalizou que tomaria a mesma providência. [1] [2]

A briga aconteceu durante a votação do passaporte vacinal. Enquanto Arthur do Val filmava manifestantes bolsonaristas contrários ao passaporte assistindo à sessão, Diniz tentou arrancar o celular de sua mãe e impedi-lo de continuar gravando.

“Fui filmar os antivacinas na ALESP. O deputado bolsonarista Gil Diniz (Carteiro Reaça) não gostou e veio me agredir. Como é possível ver no vídeo, em nenhum momento eu esboço qualquer reação agressiva”, afirmou Do Val em suas redes sociais. [3]

Diniz, por sua vez, disse que “o deputado Mamãe Falei tentou humilhar os amigos e familiares das vítimas dessas substâncias experimentais. Jamais nos calaremos contra tamanha monstruosidade!”. Ele justificou a ação no Conselho de Ética como o cumprimento de uma promessa “ao povo que estava na galeria da Assembleia”. [4]

Do Val afirmou que “ninguém pode agredir um colega” ao prometer acionar o Conselho. Já Diniz o acusou de incitar a violência e perturbar a sessão: “abusou das prerrogativas e imunidades parlamentares, quebrando repetidas e reiteradas vezes o decoro que se nos impõe e o Código de Ética que nos rege”.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?