fbpx

Doria se posiciona sobre Alckmin eventualmente ser vice de Lula

Especulação cresce nos bastidores e é vista como uma tentativa de o petista reduzir rejeição e fazer um aceno ao centro

Pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, João Doria lamentou nesta sexta-feira (10) a proximidade de o ex-governador Geraldo Alckmin do ex-presidente Lula (PT). [1]

“Respeito [a] trajetória de Geraldo Alckmin, que defendeu a democracia, fundou o PSDB e, durante 32 anos, o PSDB fez oposição ao PT. E agora se associar ao PT e ainda com a perspectiva de ser o vice do Lula? Lamento muito se essa for a opção dele”, disse o político.

Doria prometeu, ainda, estar “numa posição antagônica” e ser “fortemente combativo a Lula e a Bolsonaro” nas eleições de 2022.

A especulação sobre Geraldo Alckmin vir a ser vice de Lula cresceu ao longo das últimas semanas. Para ser viável, o tucano deve sair do PSDB e, possivelmente, concorrer pelo Solidariedade ou pelo PSB.

Leia também:  Lula deixa Hamas orgulhoso e se afasta de Israel, após fala na Etiópia

Encontro com Moro

As declarações, dadas em entrevista ao jornal “O Globo”, também abordaram o encontro que o tucano teve com Sérgio Moro (Podemos) nesta semana.

Segundo ele, a possibilidade de união das chapas não foi discutida e que o “assunto só passará a ser cristalizado em abril e, provavelmente, vai invadir maio também”.

“Qualquer decisão ou tentativa de precipitar uma decisão será fracassada”, pontuou.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?