fbpx
PUBLICIDADE

Município rejeita projeto que previa cota para trans em concursos públicos

Projeto de lei foi apresentado por parlamentares de esquerda e liderado por Benny Briolly, vereadora trans
Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

A Câmara Municipal de Niterói, município vizinho ao Rio de Janeiro, rejeitou nesta quinta-feira (18) um projeto de lei da vereadora Benny Briolly (PSOL) que previa o estabelecimento de uma cota de 2% para pessoas trans em concursos públicos da cidade. [1]

PUBLICIDADE

Ao todo, segundo informa o portal “Yahoo”, o projeto foi derrotado por 13 votos a 7. O PL também tinha coautoria dos vereadores Professor Túlio (PSOL), Paulo Eduardo Gomes (PSOL), Walkiria Nictheroy (PCdoB) e Verônia Lima (PT).

A votação foi marcada por confusão. Briolly rivaliza na Casa com o vereador Douglas Gomes, conhecido pelo apoio ao presidente Jair Bolsonaro. A parlamentar do PSOL é trans e tem outros projetos ligados ao tema.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

MARCAS APOIADORAS

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?