fbpx
PUBLICIDADE

MBL rejeita Alckmin e negocia palanque com Moro, diz coluna

Consultado, o deputado federal Kim Kataguiri afirmou que aceno do ex-governador de São Paulo a Lula impede a aproximação do movimento
Foto: Reprodução/Facebook
PUBLICIDADE

O Movimento Brasil Livre não está mais interessado em se aproximar de Geraldo Alckmin para uma candidatura ao governo de São Paulo e está negociando palanque com o ex-juiz Sérgio Moro no estado. As informações são da coluna de Sonia Racy publicada no Estadão neste domingo (14). [1]

PUBLICIDADE

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) informou à colunista que o movimento desistiu de qualquer aceno ao ex-governador paulista: “Alckmin com Lula fez se tornar nula a chance de o apoiarmos no ano que vem”, afirmou o parlamentar, que pretende concorrer à reeleição.

O motivo do afastamento foi a declaração de Alckmin neste sábado (13) de que se sente “honrado” por ser cogitado para ser vice em uma chapa presidencial capitaneada pelo petista Luiz Inácio Lula da Silva. Alckmin disse que Lula tem “apreço pela democracia” e que vai “amadurecer” a possibilidade. [2] [3]

PUBLICIDADE

Leia também:  Nova pesquisa indica que Moro assume 3º lugar e supera Ciro para 2022

O MBL pretendia apoiar Alckmin para um eventual retorno ao governo estadual em troca de chancela para a indicação de um nome apoiado pelo movimento ao Senado em uma chapa com o União Brasil, partido resultante da fusão entre DEM e PSL.

Conforme a mesma publicação, o MBL está negociando com Moro uma união em palanques em São Paulo. O ex-juiz deve ser candidato à Presidência da República pelo Podemos. O texto diz ainda que Arthur do Val (Patriota-SP) será o candidato do movimento ao governo e os vereadores Rubinho Nunes (PSL) e Márcio Colombo (PSDB), bem como a porta-voz do MBL Adelaide Oliveira, concorrerão à Câmara dos Deputados.

Compartilhe essa notícia:

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

MARCAS APOIADORAS

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?