fbpx
PUBLICIDADE

Pacheco defende que discussão da privatização da Petrobras não seja agora

Presidente do Senado Federal foi instado a comentar sobre o tema em evento no Espírito Santo, reconheceu excesso de estatais, mas observou 'função social' da petrolífera
Foto: Marcos Brandão/Senado Federal
PUBLICIDADE

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD/MG), disse em evento promovido pelo jornal “Folha Vitória” no último dia 15 que não enxerga ser esse o momento mais adequado para discutir a privatização da Petrobras. [1]

PUBLICIDADE

“Essa discussão de privatização da Petrobras não deveria vir agora. O problema do preço de combustível envolve sobretudo estabilidade. O Brasil precisa de estabilidade, inclusive estabilidade política. Todo mundo que está propondo soluções, as mais diversas, poderiam contribuir com a estabilidade”, desconversou Pacheco, em resposta ao jornalista Luan Sperandio.

O tema, como se sabe, voltou à tona ao longo das última semanas com declarações ou acenos positivos tanto em relação ao presidente Jair Bolsonaro, como também com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL), e com o ministro Paulo Guedes. O governo  tem sido pressionado em decorrência da alta dos combustíveis.

PUBLICIDADE

Apesar de considerar que o momento não é apropriado, o presidente do Senado reconheceu que o Brasil “tem um número muito excessivo de empresas públicas e muitas delas não deveriam ser públicas” e que o “o Estado não tem vocação para ser empresário”.

Ainda sobre a Petrobras, Rodrigo Pacheco complementou que a estatal, em sua visão, “tem que ter uma função social” e ser parte da “solução do problema é dividir um pouco com a sociedade brasileira e não só forçando a barra o tempo inteiro com a divisão de dividendos por acionistas”.

Compartilhe essa notícia:

Obrigado por ter lido até aqui.

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

MARCAS APOIADORAS

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?