fbpx
PUBLICIDADE

Presidente do Senado toma decisão sobre MP da Internet

Medida Provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro visou alterar as regras de moderação nas redes sociais e gerou reações: oposição avalia que medida, de efeitos imediatos, poderia ajudar a proliferar notícias falsas
Foto: Marcos Brandão/Senado Federal
PUBLICIDADE

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM/MG), determinou nesta terça-feira (14) a devolução à Presidência da República da Medida Provisória 1.068/2021, editada na última segunda-feira (6), que buscou alterar as regras de moderação das redes sociais. Com a rejeição sumária da medida, o parlamentar encerrou os efeitos da MP e, consequentemente, o encerramento da tramitação do texto no Congresso.

PUBLICIDADE

No ato declaratório, que contém ao todo três laudas, Pacheco observou, entre outros pontos, que “há situações excepcionais em que a mera edição de Medida Provisória […] é suficiente para atingir, de modo intolerável, a higidez e a funcionalidade da atividade legiferante do Congresso Nacional e o ordenamento jurídico brasileiro”.

Na sequência, o parlamentar destacou que o “conteúdo normativo” da MP 1.068/2021 “disciplina, com detalhes, questões relativas ao exercício de direitos políticos à liberdade de expressão, comunicação e manifestação de pensamento, matérias absolutamente vedadas por meio do instrumento”, conforme estaria previsto na Constituição Federal.

PUBLICIDADE

Leia também:  Políticos esperam decisão de André Mendonça, diz jornal

Ao fim, o presidente do Senado pontuou que a Medida Provisória dispõe sobre o mesmo tema de um projeto de lei que já está tramitando no Congresso Nacional “que visa instituir a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet”, uma “matéria de alta complexidade técnica e elevada sensibilidade jurídico-constitucional”.

Ato_Declaratorio_Devolucao_MP_1068_1631660912084198
Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama