fbpx
PUBLICIDADE

Amoêdo, Kim, Livres e NOVO criticam transmissão de Bolsonaro

Grupos e personalidades destacaram que presidente não apresentou provas de fraudes na votação eletrônica conforme havia prometido
João Amoêdo (Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

Alguns grupos e personalidades liberais reagiram negativamente à transmissão do presidente Jair Bolsonaro sobre a votação eletrônica. O presidente havia prometido que apresentaria provas sobre fraudes nas eleições com voto eletrônico.

PUBLICIDADE

Na live, contudo, Bolsonaro admitiu que não conseguiria entregar provas, mas compartilhou um apanhado de denúncias na internet e em reportagens de televisão com situações que seriam suspeitas.

Ele também destacou um suposto relatório da Polícia Federal que teria sugerido que, a fim de assegurar a integridade do sistema, o mais adequado seria a adoção de urnas eletrônicas.

PUBLICIDADE

Fundador do Partido Novo, João Amoêdo disse que Bolsonaro “mente, desinforma, se coloca como vítima, faz campanha e ataca o processo eleitoral”. Amoêdo também disse que o presidente “semeou um golpe”. [1]

Leia também:  MBL não quer manifestações do dia 12/9 com ativistas de verde e amarelo

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM/SP), por sua vez, ressaltou que Bolsonaro “não apresentou provas sobre as fraudes nas eleições” e perguntou “se as instituições continuarão inertes” com o “ataque às eleições como se não fosse nada demais”. [2]

O movimento Livres, por sua vez, disse “todo esse circo criado por Bolsonaro pode ser resumido por uma palavra: medo”.

Na avaliação do grupo, o presidente saberia “que não tem condições de vencer em 2022” e voltou a pedir o impeachment. [3]

PUBLICIDADE

O Partido Novo, também nas redes, criticou as declarações do presidente dadas na transmissão, destacando não terem sido apresentadas provas.

“Bolsonaro não é apenas inapto ao cargo. Diariamente, o presidente atua contra as instituições do Estado de Direito e comete crimes de responsabilidade. O Brasil não pode mais esperar: a Câmara precisa abrir o processo de impeachment”, pregou o partido. [4]

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama