fbpx
PUBLICIDADE

Extinto no governo Bolsonaro, ministério tradicional pode ser recriado

Recriação do Ministério do Trabalho, que foi fundado em 1930 e funcionou durante 88 anos, está entre as possibilidades de mudança nos ministérios para abrigar o Centrão
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
PUBLICIDADE

O Ministério do Trabalho, extinto, sobretudo, com a fusão de diversas pastas no início do governo Bolsonaro para ficar sob o comando central de Paulo Guedes, da Economia, pode ser recriado em breve.

PUBLICIDADE

A informação foi publicada nesta quarta-feira (21) pela jornalista Natuza Nery, da Globo. Também na manhã desta quarta, o presidente Jair Bolsonaro confirmou, sem maiores detalhes, que está trabalhando “em uma pequena reforma ministerial”. [1][2]

De acordo Natuza, o presidente tem por finalidade última dar mais espaço na Esplanada dos Ministérios para a base parlamentar que sustenta o governo no Congresso, visando “conter a vulnerabilidade” do presidente.

PUBLICIDADE

Com isso, Onyx Lorenzoni (DEM/RS), atual ministro da Secretaria-Geral do governo, poderia assumir o novo Ministério do Trabalho, abrindo espaço para um nome do chamado “centrão” assumir um cargo no Palácio do Planalto. O preferido é o senador Ciro Nogueira (PP/PI).

O governo enfrenta uma fase ruim, acuado em meio a um cenário de aumento da pressão política causada, especialmente, pela CPI da Pandemia, pelo aumento da impopularidade do presidente e pela eclosão de mais protestos de rua favoráveis ao impeachment.

Como noticiado pelo Boletim da Liberdade, depois dos atos de esquerda, movimentos democráticos e mais liberais marcaram para o dia 12 de setembro a primeira manifestação nas ruas em favor do impeachment.

O Ministério do Trabalho, por sua vez, é uma das pastas ministeriais mais tradicionais do país. Foi fundada em 1930 e funcionou durante 88 anos. Em governos de esquerda, a pasta frequentemente era loteada para partidos de inclinação trabalhista.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?