fbpx

Deputado no RJ quer dia do repúdio contra crimes do fascismo, nazismo e comunismo

Filipe Soares sugere que o dia 5 de março fique reservado para a reflexão sobre o tema, mesma data do "Massacre da Floresta de Katyn", quando milhares de poloneses foram condenados à morte

Um projeto de lei do deputado estadual Filipe Soares (DEM/RJ) quer incluir no rol de datas comemorativas do estado do Rio de Janeiro um “dia do repúdio contra os crimes praticados nos regimes fascista, nazista e comunista”.

O parlamentar, que é filho do Missionário R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, observou na justificativa do texto que “as três ideologias políticas de cunho socialista” são “episódios repugnantes da história da humanidade”.

“Nos locais onde instalaram-se, produziram roubo da liberdade e massacres impiedosos contra pessoas que não se alinhavam os pensamentos por elas pregados”, disse.

Soares observou ainda que a iniciativa visaria “promover a reflexão sobre o verdadeiro conteúdo dessas diversas formas de tirania” e que “o mundo vive hoje um intenso ataque contra as liberdades individuais, principalmente o cerceamento moral de pensamento em nome do politicamente correto”.

Leia também:  Lula deixa Hamas orgulhoso e se afasta de Israel, após fala na Etiópia

Ao fim, o deputado sugeriu que a data de repúdio seja no dia 5 de março em decorrência da “ordem de execução de 25.700 poloneses mantidos em campos de concentração na Ucrânia e na Bielorrúsia no que ficou mundialmente conhecido como ‘Massacre da Floresta de Katyn’, uma das maiores atrocidades cometidas no Século 20”.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?