fbpx
PUBLICIDADE

Senador requere que Jair Bolsonaro deponha na CPI como testemunha

Requerimento de Randolfe Rodrigues, da Rede, se baseia no argumento de que depoimentos e documentos indicariam que presidente "teve a participação direta ou indireta nos graves fatos questionados por esta CPI"
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP), vice-presidente da CPI da Covid da Pandemia no Senado Federal, requereu à comissão nesta quarta-feira (26) a convocação do presidente Jair Bolsonaro na condição de testemunha.

De acordo com o parlamentar, “a cada depoimento e a cada documento recebido, torna-se mais cristalino que o presidente teve a participação direta ou indireta nos graves fatos questionados por esta CPI”.

Entre outros exemplos, o parlamentar mencionou o combate a medidas de distanciamento social, o “estímulo ao uso indiscriminado de medicamentos sem eficácia comprovada” e, “principalmente, o boicote sistemático à imunização da população”.





De acordo com o site “O Antagonista”, a recepção à convocação do presidente é considerada “dúbia”. É que embora a lei não proíba expressamente, também não é clara sobre a possibilidade. [1][2]

Confira, abaixo, a íntegra do documento:

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama