fbpx
PUBLICIDADE

Negociações de Bolsonaro com o partido de Fidelix fracassam, diz jornal

PRTB, partido que era controlado por Levy Fidelix, chegou a abrir linha de diálogo com o presidente Jair Bolsonaro, mas negociações teriam travado por resistência de filha do político
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

As negociações entre o presidente Jair Bolsonaro e o PRTB, partido que o falecido Levy Fidelix controlava, não progrediram. De acordo com o divulgado pelo jornal “O Estado de S. Paulo” nesta segunda-feira (17), houve a negativa de se entregar a legenda, de porteira fechada, para o presidente.

Ainda segundo o jornal, a negociação estava sendo conduzida, por parte do partido, pelos filhos de Fidelix – mais especificamente, Levy Filho, atual secretário-geral, e sua irmã Karina Fidelix.

Enquanto que o primeiro teria se disposto a entregar a sigla de porteira fechada para a família Bolsonaro, a segunda não aceitava as condições exigidas.





Dentre as ideias que teriam sido especuladas, estaria a renomeação da sigla para “Aliança 28”, uma alusão ao nome do Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro tentou criar para as eleições de 2020, mas não conseguiu.

Contexto

A disputa por um partido político para abrigar o presidente e aliados ainda segue à todo vapor.

O próprio PSL, partido que Bolsonaro elegeu-se em 2018, ainda é visto no cenário como uma alternativa.

Conta a favor do partido de Luciano Bivar a estrutura partidária. A sigla é uma das que mais recebem recursos públicos via fundo partidário e fundo eleitoral devido ao alto número de deputados federais eleitos em 2018.





A confusão criada em 2019, no entanto, que provocou a saída de Bolsonaro da legenda gerou uma cisão difícil de se consertar. Hoje, o PSL estaria mais perto de, eventualmente, apoiar a reeleição de Bolsonaro na condição de membro da coligação, tentando pleitear, pelo seu peso, a indicação do cargo de vice. [1][2]

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama