fbpx

Em dia decisivo, Bolsonaro não será o único brasileiro a falar na Cúpula do Clima

Evento foi convocado pelo presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, e pode ser ponto decisivo para a imagem do Brasil na preservação ambiental

O presidente Jair Bolsonaro deve discursar nesta quinta-feira (22) na Cúpula do Clima. Ele não será, contudo, o único brasileiro a se pronunciar no encontro.

Além de Bolsonaro, foi convidada a se expressar no evento a indígena Sinéia Vale, representante do Conselho Indígena de Roraima. [1]

O evento, convocado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, é considerado estratégico dentro do contexto das relações exteriores do Brasil.

Criticado pela comunidade internacional, inclusive pelo próprio Biden durante a campanha eleitoral, o governo brasileiro tem como principal desafio contornar sua imagem e evitar maiores represálias internacionais.

Em debate contra Trump, Biden chegou a especular sobre exigências para que o Brasil preservasse suas florestas sob pena de sofrer sanções econômicas.

Em decorrência da pandemia, o evento ocorrerá de forma online. Ao todo, segundo informa o jornal “Valor Econômico”, haverá falas de 40 chefes de estado.

Bolsonaro deve ter três minutos de discurso. A principal tese é que o presidente vá confirmar o compromisso com o término do desmatamento ilegal ainda nesta década. [2]

O compromisso já havia sido feito ao presidente norte-americano em carta enviada no início do mês, que mencionou ainda outras iniciativas de preservação do meio ambiente.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?