fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro defende bioeconomia e ‘justa remuneração’ aos biomas brasileiros

Presidente discursou na Cúpula do Clima, encontro online que reuniu lideranças de mais de 40 países, entre elas os Estados Unidos
(Foto: Marcos Corrêa/PR)
PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro discursou no fim da manhã desta quinta-feira (22) na Cúpula do Clima. Em tom considerado ameno, defendeu a preservação da floresta e o drástico corte das emissões de CO2 do país.

PUBLICIDADE

Concordando que a “causa maior do problema [do clima] é a queima de combustíveis fósseis ao longo dos últimos dois séculos”, o presidente salientou que o país “participou de menos de 1% das emissões históricas de gases de efeito estufa” e que, atualmente, o Brasil corresponde com menos de 3% das emissões globais.

Destacando a matriz energética renovável do Brasil, Bolsonaro afirmou que o país promove “uma revolução verde [no campo] a partir da ciência e da inovação”.

PUBLICIDADE

Outro ponto de destaque do discurso de Bolsonaro diz respeito ao que chamou de “paradoxo amazônico”.

“Devemos enfrentar o desafio de melhorar a vida dos mais de 23 milhões de brasileiros que vivem na Amazônia, região mais rica do país em recursos naturais, mas que apresentam os piores índices de desenvolvimento humano. A solução desse paradoxo é condição essencial para o desenvolvimento sustentável da região. Devemos aprimorar a governança da terra, bem como tornar realidade a bioeconomia, valorizando efetivamente a floresta e a biodiversidade”, defendeu.

Bolsonaro também declarou que determinou o “fortalecimento dos órgãos ambientais, duplicando os recursos necessários para as ações de fiscalização”.

O presidente também sugeriu a importância de contar com a contribuição financeira de “países, entidades, empresas e pessoas”.

PUBLICIDADE

“É preciso haver justa remuneração aos serviços ambientais prestados pelos nossos biomas ao planeta, como forma de reconhecer o caráter econômico das atividades de conservação. Estamos abertos à cooperação internacional”, pontuou.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama