fbpx
PUBLICIDADE

Patriota expulsa Fernando Holiday em suposto gesto para agradar bolsonaristas

Ex-coordenador do Movimento Brasil Livre (MBL) e uma das principais vozes do movimento pró-impeachment de Dilma, Holiday é crítico ao governo Jair Bolsonaro e apoiou outro candidato para a presidência da Câmara dos Deputados
Fotos: Afonso Braga / Câmara Municipal de São Paulo
PUBLICIDADE

O vereador liberal Fernando Holiday, de São Paulo, que já foi uma das principais lideranças do Movimento Brasil Livre e desligou-se do grupo em 2021, anunciou nesta segunda-feira (5) que foi expulso do Patriota. [1]

PUBLICIDADE

A decisão do diretório municipal do partido foi motivada, de acordo com o jornalista Fábio Zanini, do jornal Folha de S. Paulo, como um gesto para representar o interesse da sigla em abrigar o presidente Jair Bolsonaro na campanha de 2022. Outros liberais poderiam ser expulsos em breve.

A justificativa oficial teria sido, segundo Zanini, o apoio do parlamentar ao deputado federal Marcel van Hattem (NOVO/RS) para a presidência da Câmara dos Deputados, no início de fevereiro. O Patriota apoiou oficialmente a eleição de Arthur Lira (PP/AL).

PUBLICIDADE

Em nota divulgada nas redes sociais, Holiday afirmou que “apesar de discordar, acata com respeito a decisão” do partido.

“A minha expulsão reforça que o partido pretende se aliar ao bolsonarismo para as eleições de 2022. E, como defensor de uma direita independente e um dos maiores críticos desse governo, seria igualmente penoso me manter na mesma legenda daqueles que destróem o país”, escreveu.

Holiday também destacou a “oportunidade” que lhe foi dada de ser candidato pela sigla em sua reeleição, no ano de 2020, quando obteve 67.715 votos, e prometeu procurar um “partido que realmente represente os anseios de justiça e liberdade que os eleitores desejam”. [2]

Além de Holiday, encontram-se filiados ao Patriota outros nomes locais associados ao Movimento Brasil Livre, como o deputado estadual Arthur do Val – que concorreu à Prefeitura de São Paulo no último ano -, e os vereadores Rubinho Nunes e Marlon do Uber.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama