fbpx
PUBLICIDADE

Colunista especula pressão militar por renúncia de Bolsonaro

O articulista afirmou que seria contrário a uma ação militar com "tanques nas ruas" e "ruptura da ordem constitucional", mas admitiria tentativa de persuadir o presidente a sair
Hélio Schwartsman (Foto: Reprodução/Youtube)
PUBLICIDADE

O jornalista Hélio Schwartsman, colunista da Folha de S. Paulo, voltou a publicar na última sexta-feira (2) um texto em tom incisivo contra o presidente Jair Bolsonaro. Após, em julho passado, ter justificado uma torcida pela morte do presidente, desta vez ele disse simpatizar com a ideia de uma pressão militar por sua renúncia. [1] [2]

PUBLICIDADE

No artigo “E se dessem um golpe em Bolsonaro?”, Schwartsman começa dizendo que está fazendo apenas um experimento mental. Segundo ele, se os militares simplesmente “tivessem de pôr tanques na rua e promover uma ruptura da ordem constitucional”, ele mesmo “seria contra”.

No entanto, ele apresentou outra hipótese: a de que os militares “chamassem Bolsonaro para uma conversa particular e o persuadissem de que seria do interesse de todos que ele renunciasse”. Na opinião dele, é discutível se tal pressão caracterizaria um golpe, mas ele sugere admitir o rótulo hipoteticamente.

PUBLICIDADE

Leia também:  Bolsonaro toma decisão sobre projeto de moderação das redes sociais

Nesse caso, o jornalista pergunta aos seus leitores se aplaudiriam ou vaiariam a atitude dos militares. Ele explica que sua preferência seria por depor Bolsonaro através de um processo de impeachment ou condenação penal, mas não há escolha: “nem vírus, nem generais nem deputados me ouvem”.

Temendo pelo tempo e as vidas que ainda se perderiam pela longa espera pelas vias apresentadas, Schwartsman deixa claro que não lamentaria a ação militar. “Não sei quanto a você, mas eu, em nenhuma hipótese, derramaria uma lágrima por Bolsonaro”, sentenciou.


EDITADO em 05/04 às 09h22: para dar maior clareza ao conteúdo do artigo, o título foi atualizado de “Jornalista admite pressão militar por renúncia de Bolsonaro” para “Colunista especula pressão militar por renúncia de Bolsonaro”.
Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama