fbpx
PUBLICIDADE

Um dia após demissão do ministro da Defesa, comandantes das Forças Armadas saem

Ministério da Defesa informou a substituição dos comandantes da Marinha, Almirante Ilques Barbosa, do Exército, General Edson Pujol, e da Aeronáutica, Brigadeiro Antônio Moretti Bermudez
Bolsonaro cumprimenta o então comandante do Exército, Edson Pujo, em foto de 2019 (Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil)
PUBLICIDADE

Em curta nota divulgada no início da tarde desta terça-feira (30), o Ministério da Defesa informou a saída dos comandantes da Marinha (Almirante Ilques Barbosa), do Exército (General Edson Pujol) e da Aeronáutica (Brigadeiro Antônio Moretti Bermudez). [1]

PUBLICIDADE

De acordo com o informado, “a decisão foi comunicada em reunião realizada nesta terça-feira (30) com a presença do ministro da Defesa nomeado, Braga Netto, do ex-ministro, Fernando Azevedo e Silva, e dos Comandantes das Forças”.

No texto, não fica claro se houve um pedido de demissão conjunta ou se eles foram substituídos por ordem do Poder Executivo.

PUBLICIDADE

A saída se dá apenas um dia após a demissão do ministro Fernando Azevedo e Silva e já vinha sendo especulada na imprensa.

Leia também:  AGU pede direito de resposta à IstoÉ após capa sobre Bolsonaro, diz site

Como noticiado pelo Boletim da Liberdade, em sua carta de demissão, Azevedo e Silva havia publicado uma mensagem enigmática dizendo que, durante sua gestão, “preservou as Forças Armadas como instituições de Estado”.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o presidente Jair Bolsonaro reclamava que “precisava de demonstrações públicas de apoio das Forças Armadas” e estaria insatisfeito com a falta delas.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?