fbpx
PUBLICIDADE

Santos Cruz se manifesta após informação de que poderia ser vice de Lula

Ex-ministro afirmou que se considera um "cidadão de direita" e que acredita que "o Brasil não merece ter que optar entre dois extremos já conhecidos, viciados e desgastados"
O ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, Carlos Alberto dos Santos Cruz (Foto: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

Ex-ministro de Jair Bolsonaro (sem partido) e hoje crítico ao presidente, o general da reserva Santos Cruz se manifestou nesta sexta-feira (19) sobre a informação publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo de que seu nome estaria sendo considerado como possível candidato a vice na chapa de Lula (PT) em 2022. [1]

PUBLICIDADE

“Não é possível tal composição. Sou um cidadão de direita (apesar de considerar as simplificações ‘direita e esquerda’ limitadas e antiquadas). Considero o diálogo essencial e repudio o extremismo ideológico, a corrupção, o fanatismo político, o populismo e a demagogia”, avaliou.

Santos Cruz também complementou que acha que “o Brasil não merece ter que optar entre dois extremos já conhecidos, viciados e desgastados”.

PUBLICIDADE

“Ambos os extremos do nosso espectro politico são exatamente iguais na prática e não servem para o Brasil”, escreveu.

O militar da reserva também classificou que defende um “governo que promova a paz e a união nacional, que governe para todos e não apenas para os seus seguidores mais próximos”.

“A sociedade não pode viver em estado permanente de campanha política, dividida em amigos e inimigos, intoxicada e manipulada por extremistas”, pontuou.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama