fbpx
PUBLICIDADE

Ex-ministros da Saúde defendem lockdown para frear o coronavírus

Em entrevista ao jornal O Globo, ex-ministros de diferentes governos criticaram a administração da Covid-19 pelo atual Ministério da Saúde e ressaltaram preocupação com a nova variação do coronavírus
Luiz Henrique Mandetta (Foto: Isac Nóbrega/PR)

Em entrevista ao jornal O Globo publicada neste sábado (27), quatro ex-ministros da Saúde defenderam o lockdown para frear o avanço do coronavírus. [1]

A medida foi mencionada por José Serra, José Gomes Temporão, Alexandre Padilha e Luiz Henrique Mandetta – eles fizeram parte, respectivamente, dos governos FHC, Lula, Dilma e Bolsonaro.

Para Serra, o “Ministério da Saúde parece distante e perdido” e, por isso, não vê “caminho diferente de um lockdown total de 14 dias, ao menos, para que se avalie, a partir daí, os resultados”.





Mandetta, em sua fala, sustentou a criação de mais leitos, equipes e oxigênio levando em consideração a nova cepa do coronavírus e salientou que “em alguns lugares vai ter que botar lockdown absoluto mesmo”.

Desde o início da pandemia, como se sabe, um dos maiores críticos ao fechamento do comércio é o presidente Jair Bolsonaro, que observa os impactos da medida na economia e na renda dos brasileiros.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama