fbpx
PUBLICIDADE

Arthur do Val diz que não ficou nenhum liberal no governo

Movimento Brasil Livre, que apoia Arthur do Val, também havia feito crítica reclamando do que chamou de "liberais mercenários" que só teriam percebido agora que governo recua em pautas liberais
Arthur do Val (Foto: ALESP)

Para o deputado estadual Arthur do Val (Patriota/SP), ligado ao MBL, não ficou nenhum liberal no governo.

“Não esqueci ninguém. Só ficou quem largou o liberalismo”, reclamou o parlamentar nas redes sociais, mencionando, anteriormente, uma lista com oito nomes que já deixaram ou estão deixando o governo Bolsonaro, que incluiu Salim Mattar, Castello Branco, Paulo Uebel, Joaquim Levy e Marcos Cintra. [1]

Foto: Reprodução/Twitter

No início da tarde, o MBL também havia publicado uma crítica diante dos liberais que teriam agora “saído da toca indignados com a falta de liberalismo no governo”.





O grupo relembrou diversos episódios do governo em que o “‘liberal’ mercenário” não teria se importado, tais como o “aparelhamento da EBC”, mas que agora, com a intervenção na Petrobras, teria se manifestado devido ao prejuízo financeiro.

“Afinal, agora sim, todos comprados em Petrobras na bolsa e a medida agora arte no bolso deles [é que eles reagem]. Hipócritas”, reclamou o movimento, que vem fazendo forte oposição ao governo Bolsonaro. [2]





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama