fbpx
PUBLICIDADE

Grupos liberais aderem a movimento de panelaço contra Bolsonaro

Livres, MBL e até o Vem Pra Rua estão se manifestando de forma cada vez mais crítica ao presidente e sugerindo que país está sem governo devido ao agravamento da pandemia; ganha força termo 'impeachment'
Foto: Reprodução/YouTube
Foto: Reprodução/YouTubeonaro
PUBLICIDADE

Grupos liberais como o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Livres se posicionaram nesta sexta-feira (15) em apoio ao panelaço contra o presidente Jair Bolsonaro previsto para ocorrer nesta noite.

PUBLICIDADE

Nas redes sociais, a associação suprapartidária que tem como presidente Paulo Gontijo afirmou que “é hora de agir” porque “a irresponsabilidade de Bolsonaro está custando vidas”.

Em uma imagem publicada, há os dizeres “sem oxigênio, sem vacina, sem governo”.

PUBLICIDADE

Cada vez mais crítico ao governo, o MBL divulgou a manifestação relembrando frases ou expressões usadas pelo presidente ao longo da pandemia.

“Gripezinha. Não sou coveiro. E daí? Lamento. Cloroquina. Brasileiro nada no esgoto. Panelaço hoje às 20h30 – Fora Bolsonaro!”, diz a arte publicada nas redes.

Manifestação do Livres nas redes sociais (Foto: Reprodução/Twitter)

Assim como o MBL, o Vem Pra Rua, que ganhou notoriedade devido às manifestações favoráveis ao impeachment de Dilma, já marcou para o dia 24 de janeiro uma carreata em São Paulo. Outra vez, com o mote de “impeachment já”. A publicação foi repercutida pelo MBL.

Pressão sobre Maia

Na tarde desta sexta (15), a hashtag #ImpeachmentBolsonaroUrgente já constava entre as mais faladas no Twitter. Parte dos internautas critica a suposta omissão do deputado federal Rodrigo Maia (DEM/RJ), presidente da Câmara, que não aceitou nenhum dos mais de 50 pedidos protocolados na Casa ao longo da pandemia.

PUBLICIDADE

O movimento ganhou força após a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovar, nesta semana, o impeachment de Donald Trump. O processo agora será julgado no Senado.

“O que falta para o impeachment do presidente Jair Bolsonaro ir para frente? Rodrigo Maia vai continuar sendo conivente com o sucesso cometimento de crimes por parte de Bolsonaro?”, perguntou o vereador de São Paulo, Rubinho Nunes (Patriota/SP), advogado do MBL.

Leia também:  TSE surpreende e toma duas medidas contra insinuações de Bolsonaro

Bancada do NOVO

Até a publicação desta matéria, apenas o deputado federal Tiago Mitraud (NOVO/MG), da bancada do NOVO na Câmara, havia repercutido uma crítica mais direta ao presidente.

“O maior responsável pelo descontrole e despreparo que o Brasil vive no combate à pandemia tem nome e sobrenome: Jair Bolsonaro”, escreveu.

PUBLICIDADE

A vereadora por São Paulo pela sigla, Janaina Lima, veio às redes também cobrar pelo impedimento de Bolsonaro e pediu que “todos que concordam com as atitudes irresponsáveis do Bolsonaro” deixem de segui-la.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama