fbpx
PUBLICIDADE


Escritor é criticado por artigo defendendo suicídio de Trump e Bolsonaro

Em coluna da Folha de S. Paulo, o jornalista sustentou que o presidente dos EUA teria a chance de ser ‘um mártir’ e o mandatário brasileiro poderia acompanhá-lo

- Publicado no dia
Ruy Castro (Foto: Divulgação)

O escritor e jornalista Ruy Castro esteve no centro de uma grande polêmica neste domingo (10) ao escrever um artigo na Folha de S. Paulo sugerindo o suicídio dos presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro. O escritor pontuou que essa poderia ser uma saída política bem-vinda para ambos. [1] [2]

Com o título Saída para Trump: matar-se, o artigo expressa o desejo de que o presidente dos EUA esteja deprimido. Segundo Ruy Castro, “se for o caso, Trump teria uma saída capaz de fazer dele um herói, um mártir, um ícone eterno para seus seguidores idiotizados. Matar-se”. Na mesma linha, Castro escreveu que o presidente brasileiro, que “copia tudo que ele (Trump) diz e faz, poderia segui-lo também nesse gesto”.


PUBLICIDADE



Tomando conhecimento da repercussão negativa de seu texto entre internautas, Ruy Castro reagiu de forma irônica ao ser entrevistado pelo UOL. Ele parafraseou declarações de Bolsonaro durante a pandemia do Covid-19: “Foi só uma sugestão para Trump e Bolsonaro, eles não precisam aceitar. E todos vamos morrer um dia, não? Além disso, não sou coveiro”.

O texto ganhou mais notoriedade ao ser compartilhado pelo jornalista Ricardo Noblat, colunista da revista Veja, em seu perfil no Twitter. O ministro da Justiça, André Mendonça, afirmou ter pedido a abertura de um inquérito contra os dois jornalistas, alegando crime de incitação ao suicídio. “As penas de até 2 anos de prisão poderão ser duplicadas (§ 3º e 4º do art. 122 do Código Penal), sem prejuízo da incidência de outros crimes”, explicou Mendonça.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.