fbpx
PUBLICIDADE

Escritor é criticado por artigo defendendo suicídio de Trump e Bolsonaro

Em coluna da Folha de S. Paulo, o jornalista sustentou que o presidente dos EUA teria a chance de ser 'um mártir' e o mandatário brasileiro poderia acompanhá-lo
Ruy Castro (Foto: Divulgação)
Ruy Castro (Foto: Divulgação)

O escritor e jornalista Ruy Castro esteve no centro de uma grande polêmica neste domingo (10) ao escrever um artigo na Folha de S. Paulo sugerindo o suicídio dos presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro. O escritor pontuou que essa poderia ser uma saída política bem-vinda para ambos. [1] [2]

Com o título Saída para Trump: matar-se, o artigo expressa o desejo de que o presidente dos EUA esteja deprimido. Segundo Ruy Castro, “se for o caso, Trump teria uma saída capaz de fazer dele um herói, um mártir, um ícone eterno para seus seguidores idiotizados. Matar-se”. Na mesma linha, Castro escreveu que o presidente brasileiro, que “copia tudo que ele (Trump) diz e faz, poderia segui-lo também nesse gesto”.

Tomando conhecimento da repercussão negativa de seu texto entre internautas, Ruy Castro reagiu de forma irônica ao ser entrevistado pelo UOL. Ele parafraseou declarações de Bolsonaro durante a pandemia do Covid-19: “Foi só uma sugestão para Trump e Bolsonaro, eles não precisam aceitar. E todos vamos morrer um dia, não? Além disso, não sou coveiro”.





O texto ganhou mais notoriedade ao ser compartilhado pelo jornalista Ricardo Noblat, colunista da revista Veja, em seu perfil no Twitter. O ministro da Justiça, André Mendonça, afirmou ter pedido a abertura de um inquérito contra os dois jornalistas, alegando crime de incitação ao suicídio. “As penas de até 2 anos de prisão poderão ser duplicadas (§ 3º e 4º do art. 122 do Código Penal), sem prejuízo da incidência de outros crimes”, explicou Mendonça.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama