fbpx
PUBLICIDADE


‘Estou mais propenso a não colocar meu nome’, diz Amoêdo sobre ser candidato

Candidato ao Planalto em 2022, Amoêdo afirmou que o governo “vai muito mal” e que “não dá para não ser oposição”; ex-candidato também critica protagonismo dos mandatários em vez do partido na discussão

- Publicado no dia
João Amoêdo tira selfie com admiradores no Nordeste (Foto: Reprodução/Facebook)

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o fundador do NOVO e ex-candidato à presidência da República pela sigla, João Amoêdo, afirmou que está mais “propenso a não colocar” o próprio nome para disputar o comando do país nas próximas eleições. [1]

Defensor de que o partido tenha uma candidatura nacional própria em 2022, Amoêdo pontuou ainda que lhe preocupa a “falta de um posicionamento mais incisivo do NOVO e de outros partidos de centro contra Bolsonaro”.

“Falta aos partidos que não são da esquerda uma capacidade de se colocar como oposição. Mas oposição ao Bolsonaro não pode ser oposição ao País. São coisas distintas”, opinou.


PUBLICIDADE



Amoêdo admitiu ainda, outra vez, que tem cobrado da sigla “uma posição contrária ao governo” e que o fato de o partido não ter, supostamente, um posicionamento mais assertivo nesse aspecto seria “a maior prova” que não manda na sigla, ao contrário do que acusam opositores.

“O governo vai muito mal. Não dá para não ser oposição. […] Falta um posicionamento mais firme do partido em si. Com isso, os mandatários acabam tendo mais relevância no posicionamento em relação ao governo. Dentro das bancadas, tem mais gente favorável e contra Bolsonaro. Isso não contribui com o fortalecimento da nossa marca porque mostra falta de unidade”, lamentou.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.