fbpx
PUBLICIDADE


IV Prêmio Boletim da Liberdade: quem mais se destacou em 2020?

Em 2020, a iniciativa chega à sua 4ª edição, mas o objetivo, contudo, segue o mesmo: reconhecer, valorizar e estimular os esforços de todos aqueles que se dedicaram na defesa da liberdade ao longo do ano

- Publicado no dia
Foto: Editoria de Arte

Já virou tradição. Todo final de ano, ocorre o Prêmio Boletim da Liberdade. Em 2020, a iniciativa chega à sua 4ª edição. O objetivo, contudo, segue o mesmo: reconhecer, valorizar e estimular os esforços de todos aqueles que se dedicaram na defesa da liberdade ao longo do período.

Assim como tem ocorrido desde sua primeira edição, em 2017, o Prêmio se caracteriza pela ampla participação do público nas fases iniciais. A decisão final sobre os vencedores, por sua vez, fica a cargo do júri composto pelos assinantes do Boletim – público este fundamental para o financiamento do veículo, 100% independente.

Como funciona

O Prêmio é composto por quatro fases. Na primeira, que começa nesta quarta-feira (16), leitores podem, por meio de um formulário, sugerir nomes nas modalidades personalidade do anoparlamentar do anoorganização do ano. O formulário ficará aberto até a próxima segunda-feira (21).

Clique aqui para acessar o formulário e sugerir nomes

Os oito nomes mais sugeridos de cada fase, por sua vez, comporão uma lista de semifinalistas, que passará pela votação pública da 2ª fase, que ficará aberta entre os dias 23 de dezembro e 5 de janeiro. Identificando-se, internautas poderão opinar livremente sobre quem mais se destacou no período.

Desta fase, resultarão apenas três finalistas, que serão escolhidos no júri dos assinantes entre os dias 7 de janeiro e 18 de janeiro de 2021 em votação que ficará disponível na Área do Assinante. O anúncio dos vencedores ocorrerá no dia 20 de janeiro de 2021.

Clique aqui para acessar a página do IV Prêmio Boletim da Liberdade

Clique aqui para consultar o edital completo

Clique aqui para assinar o Boletim da Liberdade

Vencedores

Foto: Reprodução

No primeiro ano de realização, foram laureados com o I Prêmio Boletim da Liberdade o então youtuber Arthur do Val (personalidade do ano de 2017) e o Movimento Brasil Livre (organização do ano de 2017).

Em 2018, por sua vez, receberam João Amoêdo (personalidade do ano de 2018) e o Partido Novo (organização do ano de 2018). Naquele ano, Amoêdo havia sido o candidato da sigla à presidência da República e o partido, em sua estreia nas eleições gerais, havia eleito oito parlamentares para a Câmara dos Deputados, ultrapassando a cláusula de barreira.

Já no III Prêmio Boletim da Liberdade, ocorrido em 2019, primeiro ano de governo Jair Bolsonaro, quem se sagrou vitorioso na modalidade Personalidade do Ano foi o ministro da Economia, Paulo Guedes. O deputado federal Marcel van Hattem (NOVO/RS), por sua vez, foi eleito pelos assinantes como o parlamentar do ano (ano de estreia da modalidade) e o Partido Novo, pela segunda vez consecutiva, laureado como organização do ano.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.