fbpx
PUBLICIDADE


Zema defende programa federal de vacinação e critica estados saindo à frente

Nas redes sociais, declaração dada em rádio repercutiu e foi até celebrada por deputados bolsonaristas, que a classificaram como uma indireta a João Doria (PSDB); Zema afirmou que MG está preparada para receber doses

- Publicado no dia
Foto: Pedro Gontijo / Imprensa MG

Primeiro governador eleito pelo Partido Novo, Romeu Zema, de Minas Gerais, defendeu nesta quinta-feira (10) em um programa de rádio a unificação do país em torno de um programa federal de imunização. A fala repercutiu nas redes sociais e foi compreendida como uma indireta ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

“Nós estamos acompanhando junto ao Ministério da Saúde a escolha das vacinas. Vale lembrar que o programa de imunização é programa federal. Não existe, e é folclore, a condição de um estado receber vacina e outro não; ou um receber primeiro e o outro depois. A vacinação, quero deixar claro para quem nos escuta, será nacional e Minas Gerais já tem toda capacidade operacionalmente para receber a vacina”, disse.


PUBLICIDADE



Na sequência, o político mineiro afirmou que sua gestão já deixou “tudo pronto” para a vacinação, como refrigeradores, seringas e “pessoal de saúde treinado”. “Todo esse preparo prévio já foi feito, coisa que não aconteceu em outros estados. Há muito marketing em cima da vacina, de que ‘eu tenho a vacina primeiro’, mas tem estado que fala que tem a vacina mas nem seringa adquiriu ainda”, afirmou.

“Nós, aqui [em Minas Gerais], trabalhamos em silêncio e fazemos para dar certo. Por isso que temos a menor taxa de óbito do Brasil. Não ficamos alardeando não, mas é o que acontece. Tem muita politização sobre a pandemia e sobre a vacina. O que nós temos é que salvar a vida em vez de ficar gritando em microfone”, concluiu. A fala foi comemorada por deputados bolsonaristas. [1]

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.