fbpx
PUBLICIDADE


Confira o desempenho dos principais candidatos liberais pelo Brasil

Em São Paulo, o destaque fica para Fernando Holiday (Patriota), que aumentou a votação; no Rio, o ex-MBL e atual bolsonarista Gabriel Monteiro ficou na 3ª posição e o NOVO elegeu apenas 1 cadeira, com Pedro Duarte

- Publicado no dia
Fernando Holiday (Patriota), Pedro Duarte (NOVO) e Marcela Trópia (NOVO): destaques em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. (Foto: Reprodução)

O primeiro turno das eleições municipais de 2020 foi encerrado com atraso na votação. O Boletim da Liberdade traz, abaixo, um retrospecto dos principais nomes e resultados apurados e alcançados até a manhã desta segunda-feira (16) pelo recorte liberal. Confira:

São Paulo

Até a publicação desta matéria, as urnas não haviam sido 100% apuradas em São Paulo, sendo insuficiente para definir os vencedores de forma definitiva.

Contudo, no NOVO, lideravam a apuração a vereadora Janaína Lima e  a analista financeira Cris Monteiro. Pelo Patriota, Fernando Holiday e Rubinho Nunes. Em ambos os casos, ainda estava indefinido a confirmação do segundo nome.

O ativista do MBL, por sua vez, já havia agradecido a votação nas redes sociais e o crescimento em eleitores: de 48 mil para mais de 67 mil. Já o candidato à Prefeitura da capital paulistana, Arthur do Val “Mamãe Falei”, alcançou 9,78% dos votos válidos e ficou em 5º lugar na disputa.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro (RJ), o NOVO elegeu apenas o advogado Pedro Duarte como vereador. Ativista do movimento liberal há mais de 10 anos, Duarte também é ligado ao Livres.

O NOVO, contudo, como um todo, obteve um desempenho consideravelmente pior do que o esperado. Já a ex-liderança do MBL no Estado, o policial militar Gabriel Monteiro, atualmente mais vinculado ao presidente Jair Bolsonaro, ficou entre os 3 mais votados e garantiu sua cadeira pelo PSD.


PUBLICIDADE



Belo Horizonte

Em Belo Horizonte (MG), o partido elegeu três vereadores: a especialista em políticas públicas e filiada ao Livres Marcela Trópia, a sexta candidata mais votada no ranking geral e a terceira entre as mulheres; a ex-promotora de Justiça Fernanda Altoé e o empresário e professor Braulio Lara. O associado ao Livres Gabriel Azevedo, do Patriota, além de reeleito, foi o quarto vereador mais votado de BH. 

Porto Alegre

O já vereador Felipe Camozzato e a empreendedora Mariana Pimentel foram eleitos para a Câmara de Porto Alegre (RS) pelo NOVO, sendo que Felipe foi o terceiro candidato a vereador mais votado da cidade.

Curitiba

Curitiba (PR) teve duas mulheres eleitas pelo NOVO: a administradora Indiara Barbosa, a mais votada da cidade entre candidatos e candidatas, com mais de 12 mil votos; e a engenheira Amália Tortato, filiada ao Livres.

Florianópolis

Em Florianópolis (SC), o NOVO elegeu a empresária Manu Vieira, apoiada pelo Ideias Radicais e a quarta candidata que recebeu mais votos na capital catarinense. 


PUBLICIDADE



Rodrigo Saraiva Marinho (Foto: Reprodução / Youtube)

Fortaleza

Apesar de ter passado de 8 mil votos em Fortaleza (CE), o conselheiro do Instituto Mises Brasil, Rodrigo Marinho (NOVO), não chegou a ser eleito vereador da cidade, que também não elegeu nenhum outro candidato do NOVO.

Salvador

O quadro se repetiu em Salvador (BA): a jornalista Priscila Chammas, esperança do NOVO na capital baiana, teve mais de 5 mil votos, mas não conseguiu ser eleita.

Recife

Recife (PE) também não elegeu candidatos do NOVO e nem a filiada ao Livres Karla Falcão (Cidadania), expoente do Livres em Pernambuco.


PUBLICIDADE



Rio Branco

Em Rio Branco (AC), o advogado Emerson Jarude (MDB), associado ao Livres, foi eleito vereador.

João Pessoa

O vereador Thiago Lucena (PRTB), também do Livres, foi reeleito em João Pessoa (PB). 

Candidatos à Prefeitura pelo NOVO

Disputando prefeituras de 28 cidades, o NOVO apenas não perdeu em Joinville (SC), com Adriano Silva, administrador e presidente da farmacêutica Catarinense Pharma, indo ao segundo turno com 22,98% dos votos contra os 23,30% do seu adversário Darci de Matos (PSD).

Em Mogi das Cruzes  (SP), o filiado ao Livres e atual vereador Caio Cunha (Podemos) também chegou ao segundo turno, contra um candidato do PSDB.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.