fbpx
PUBLICIDADE


Boletim organiza debates entre candidatos a vereador do Rio e São Paulo

Ao todo, foram escolhidos nomes representativos e/ou com passagem por diversos movimentos e correntes liberais, levando-se em consideração também a pluralidade partidária

- Publicado no dia
Debatedores do Rio de Janeiro (acima) e São Paulo (abaixo). Os nomes confirmados na capital fluminense foram: Bruno Holanda (Cidadania), Pedro Duarte (NOVO), Pedro Rafael (PSD) e Roberto Motta (PSC). Na capital paulista, foram: André Bolini (NOVO), Fernando Holiday (Patriota), Janaina Lima (NOVO) e Rubinho Nunes (Patriota).

Em quem o liberal deve votar para vereador nas eleições do próximo dia 15 de novembro? Em um cenário com cada vez mais postulantes que se identificam como liberais, o Boletim da Liberdade organiza na próxima quarta (28) e quinta-feira (29) dois debates, respectivamente, com candidatos a vereança do Rio de Janeiro e São Paulo.

Os programas serão transmitidos ao vivo na página do Facebook e no canal do YouTube do Boletim e terão o modelo de confronto direto. Os debatedores formularão perguntas entre si com temas livres em uma lista pré-ordenada, à exceção do último bloco, dedicado a considerações finais e à responder o questionamento sobre o por que querem o voto dos liberais.


PUBLICIDADE



No Rio de Janeiro, foram convidados para participar os candidatos Bruno Holanda (Cidadania), Pedro Duarte (NOVO), Pedro Rafael (PSD) e Roberto Motta (PSC). Já em São Paulo, debaterão André Bolini (NOVO), Fernando Holiday (Patriota), Janaína Lima (NOVO) e Rubinho Nunes (Patriota).

Para o mediador escolhido para moderar os debates, o jornalista Lucas Berlanza, a iniciativa será uma “oportunidade para que aqueles que pretendem representar as agendas liberais nos parlamentos municipais para que eles mostrem ao público e à sociedade qual é a consistência, a abrangência e a fidelidade a essas pautas”.

“Minha expectativa é que eles consigam fazer isso a contento e que nós tenhamos um debate civilizado e enriquecedor”, torce Berlanza.

Para receber uma notificação assim que a live estiver começando, o Boletim da Liberdade convida os leitores e seguidores a se inscreverem em nosso grupo de conteúdo no WhatsApp pelo link www.boletimdaliberdade.com.br/debate2020.

Ordem das perguntas – Rio de Janeiro

O primeiro nome corresponde ao candidato que formulará a pergunta. O segundo nome, ao que responderá. Cada pergunta durará até 30 segundos. A resposta terá 2 minutos de duração. A réplica (direito de quem perguntou) durará até 1 minuto e 30 segundos. 

BLOCO 1 

Bruno Holanda x Pedro Duarte
Pedro Rafael x Roberto Motta
Roberto Motta x Bruno Holanda

BLOCO 2

Bruno Holanda x Pedro Rafael
Pedro Duarte x Roberto Motta
Pedro Rafael x Bruno Holanda

BLOCO 3 

Pedro Rafael x Pedro Duarte
Pedro Duarte x Bruno Holanda
Roberto Motta x Pedro Rafael

BLOCO 4 

Pedro Duarte x Pedro Rafael
Bruno Holanda x Roberto Motta
Roberto Motta x Pedro Duarte

BLOCO 5 – CONSIDERAÇÕES FINAIS (seguirá a ordem alfabética)

Candidato 1: Bruno Holanda
Candidato 2: Pedro Duarte
Candidato 3: Pedro Rafael
Candidato 4: Roberto Motta

Ordem das perguntas – São Paulo

O primeiro nome corresponde ao candidato que formulará a pergunta. O segundo nome, ao que responderá. Cada pergunta durará até 30 segundos. A resposta terá 2 minutos de duração. A réplica (direito de quem perguntou) durará até 1 minuto e 30 segundos. 

BLOCO 1

André Bolini x Fernando Holiday
Janaína Lima x Rubinho Nunes
Rubinho Nunes x André Bolini

BLOCO 2

André Bolini x Janaína Lima
Fernando Holiday x Rubinho Nunes
Janaína Lima x André Bolini

BLOCO 3

Janaína Lima x Fernando Holiday
Fernando Holiday x André Bolini
Rubinho Nunes x Janaína Lima

BLOCO 4

Fernando Holiday x  Janaína Lima
André Bolini x Rubinho Nunes
Rubinho Nunes x Fernando Holiday

BLOCO 5 – CONSIDERAÇÕES FINAIS (seguirá a ordem alfabética)

Candidato 1: André Bolini
Candidato 2: Fernando Holiday
Candidato 3: Janaína Lima
Candidato 4: Rubinho Nunes

Outras regras

A qualquer momento, por meio do chat privado ou mesmo sinalizando vocalmente ao mediador, os candidatos que forem citados nominalmente com ofensas pessoais de teor injurioso, calunioso ou difamatório poderão solicitar direito de resposta. Uma comissão de editores do Boletim da Liberdade analisará o caso e poderá conceder 1 minuto de tempo para uma resposta, que deverá ser usado exclusivamente para responder a ofensa feita.

Por respeito aos candidatos que chegarem pontualmente, a partir do momento em que a troca de perguntas começar a ser feita, não será mais permitido o ingresso de candidatos atrasados. Trata-se de uma medida para garantir que todos os candidatos tenham o mesmo nível de exposição no debate.

O debate terá tolerância de atraso no início de, no máximo, 10 minutos (tempo esse que poderá ser usado para que ele comece com a maior quantidade de postulantes) e duração máxima de 1 hora e 30 minutos, devendo terminar até 22h30.


PUBLICIDADE



Em caso de falhas de conexão, a ordem das perguntas poderá ser alterada em até 1 rodada. Na segunda rodada, a desconexão resultará na eliminação do candidato, que perderá inclusive o direito de regressar à transmissão para fazer suas considerações finais. O objetivo desta regra é beneficiar com a exposição final apenas os candidatos que se expuseram em igualdade ao enfrentamento de ideias. Por isso, o Boletim encoraja a possibilidade de ter uma conexão à internet reserva.

Durante as falas dos candidatos, os microfones deverão permanecer silenciados, à exceção de quem tiver o direito de fala. Esse direito de fala será conduzido, sempre, pelo mediador. A direção do programa se reserva ao direito de definir as imagens que serão exibidas a qualquer período.

Aviso

O Boletim da Liberdade não endossa, em decorrência dos convites formulados, a candidatura dos convidados aos debates e encoraja os leitores e seguidores do site a pesquisarem amplamente antes de escolherem seus respectivos votos.

A ideia do debate é, sobretudo, promover a troca de ideias de diferentes vozes e correntes do meio liberal sobre os problemas das cidades e facilitar a escolha dos nossos leitores, mas não necessariamente restringi-los aos nomes expostos.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.