fbpx
PUBLICIDADE

Papa Francisco telefona para apoiar padre criticado por Arthur do Val

O padre, conhecido por atuar junto à população de rua, foi acusado pelo candidato à prefeitura de São Paulo de ser uma fraude e chamado de "cafetão da miséria"
Papa Francisco (Foto: Reprodução / Vatican News)
Papa Francisco (Foto: Reprodução / Vatican News)
PUBLICIDADE

O padre Júlio Lancelotti foi criticado em setembro pelo candidato à prefeitura de São Paulo, Arthur do Val (Patriota), que o acusou de ser uma farsa. Neste sábado (10), o papa Francisco telefonou para o sacerdote para declarar sua solidariedade e pedir que não desanime. [1]

PUBLICIDADE

Em setembro, o padre Lancelotti havia publicado que um “candidato a prefeito” estava filmando uma ação da Guarda Civil Metropolitana na Cracolândia, questionando como o candidato sabia do ataque que ocorreria na localidade. Conhecido por atuar junto à população de rua na Pastoral Povo na Rua, o sacerdote disse estar sofrendo insultos e ameaças de candidatos a prefeito.

Arthur do Val na época fez críticas ao padre e negou ter estimulado qualquer ato de violência contra ele: “O padre Júlio Lancelotti, que não estava na Cracolândia no final de semana, quando traficantes atacaram guardas da GCM, foi logo acusando a Polícia de São Paulo de ‘estar a serviço da morte’.  (…) Até quando esse cafetão da miséria vai achar que é dono da verdade enquanto milhares de brasileiros sofrem com a Cracolândia? Anotem: vou desmascará-lo”, prometeu. [2] [3]

PUBLICIDADE

A Justiça determinou a remoção das publicações de Do Val no último dia 1º. O papa telefonou para Lancelotti, segundo nota oficial publicada pelo sacerdote, dizendo que “sabe das dificuldades”, mas que pedia que “não desaninemos e façamos sempre como Jesus, estando junto dos mais pobres”. O papa Francisco pediu ainda “para transmitir a todos os moradores de rua o seu amor e proximidade”.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama