fbpx
PUBLICIDADE


Rodrigo Maia afirma que Paulo Guedes não gosta dele: ‘não adianta perder tempo’

O presidente da Câmara dos Deputados acredita que o desentendimento foi provocada pela divergência quanto à criação de novo imposto sobre movimentações financeiras

- Publicado no dia
(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

A relação entre o presidente da Câmara dos Deputados e o ministro da Economia não vai bem – e não parece haver nenhuma intenção por parte de Rodrigo Maia de esconder isso. Nesta sexta-feira (4), o parlamentar foi explícito quanto aos sentimentos do ministro Paulo Guedes a seu respeito: uma tentativa de reconciliação é inútil. [1] [2] [3]

“Nem precisa mais. Agora já fiz todas as minhas tentativas. Eu sou um político paciente, mas acho que a gente vai perder tempo. De fato, o Paulo Guedes não gosta de mim. Se a pessoa não tem uma boa relação, não adianta perder tempo”, disse Maia. O presidente da Câmara se queixou nos últimos dias de que Guedes têm proibido as suas reuniões com os secretários do ministério.


PUBLICIDADE



“Eu não tenho conversado com o ministro Paulo Guedes. Ele tem proibido a equipe econômica de conversar comigo. Ontem, a gente tinha um almoço com o Esteves Colnago e com o secretário do Tesouro para tratar do Plano Mansueto, e os secretários foram proibidos de ir à reunião”, havia dito Maia na quinta-feira (3). As declarações suscitam preocupações quanto ao andamento das reformas, em especial a reforma administrativa.

O esforço de Rodrigo Maia, entretanto, foi no sentido de afastar qualquer temor. “O problema que Guedes tem comigo não pode prejudicar o país”, asseverou. A especulação do presidente da Câmara, que diz não saber o exato motivo do desentendimento entre os dois, é que o estopim teria sido a divergência a respeito da criação de um novo imposto sobre movimentações financeiras.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.