fbpx
PUBLICIDADE

NOVO é o único partido a renunciar recursos do Fundão Eleitoral

Sigla sustenta que o "dinheiro dos impostos dos brasileiros deve ir para os serviços essenciais, como educação, segurança e saúde" e renunciou o direito de usar R$ 36 milhões
Sede do TSE, em Brasília (Foto: Divulgação)
Sede do TSE, em Brasília (Foto: Divulgação)

Partido Novo comunicou ao Tribunal Superior Eleitoral que não utilizará recursos do Fundo Eleitoral de Financiamento de Campanha para as eleições de 2020. Dos 33 partidos do Brasil, o NOVO foi a única sigla que não receberá o dinheiro – que representa cerca de R$ 2 bilhões quando somado o valor que as agremiações têm direito. [1]

De acordo com a legislação, o Fundão pode ser devolvido ao Tesouro Nacional. É diferente do que ocorre com o chamado Fundo Partidário, cuja devolução implica na redistribuição às outras siglas – razão pela qual o NOVO, enquanto não obtém autorização para devolver ao Tesouro, mantém o dinheiro separado em uma aplicação.

Segundo comunicado enviado aos filiados, a sigla teria direito a R$ 36 milhões de reais no Fundo Eleitoral.





A renúncia teria se dado pelo fato de que “o NOVO acredita que as campanhas devem ser financiadas voluntariamente por aqueles que acreditam nos partidos e nos candidatos que desejam apoiar. O dinheiro dos impostos dos brasileiros deve ir para os serviços essenciais, como educação, segurança e saúde”.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama