fbpx
PUBLICIDADE


Moro diz que círculos do Planalto consideravam soltura de Lula boa para Bolsonaro

O ex-ministro não quis revelar que fonte de dentro do Palácio do Planalto fez a afirmação; ele disse ainda que o presidente estáa se desviando de seu discurso de campanha

- Publicado no dia
Sérgio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ex-juiz da Operação Lava Jato e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de Jair Bolsonaro, Sérgio Moro, concedeu uma entrevista publicada pela revista Crusoé nesta sexta-feira (29). Falando mais abertamente sobre diversas questões, ele afirmou, entre outras declarações, que a liberdade do ex-presidente Lula era considerada positiva politicamente para o presidente da República. [1]

“O que se dizia no Planalto era que a soltura do Lula era bom politicamente para o presidente. Isso foi dito. Eu sou um homem de Justiça, um homem de lei, e não acho que um cálculo político pode ser envolvido nisso”, afirmou Moro, sem informar quem lhe havia informado dessa interpretação. Ainda sobre a atuação política e os interesses do presidente Jair Bolsonaro, Moro disse que houve desvios em relação ao discurso de campanha e às promessas feitas.


PUBLICIDADE



“No que se refere à agenda anticorrupção, de fortalecimento das instituições e aprimoramento da lei para tanto, sim, e já faz algum tempo. No que se refere às alianças políticas, o discurso do presidente era muito claro no sentido de que ele não faria alianças políticas com o Centrão e agora ele está fazendo”, disse Moro, alegando que isso começou a acontecer antes de sua saída “pelo receio do presidente de sofrer um impeachment”.

Moro ressaltou que no começo do governo houve solicitações “informais” para ceder ao presidente cerca de cinco policiais “para atuar diretamente no Palácio do Planalto”. O ex-ministro acrescentou que, tal como informado pelo ex-ministro da Secretaria Geral da Presidência, o já falecido Gustavo Bebianno, a ideia foi abortada.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.