fbpx
PUBLICIDADE


MBL aciona justiça contra churrasco de Bolsonaro e presidente desmente festa

Depois que o movimento resolveu questionar o presidente na justiça alegando prejuízo às campanhas de combate ao coronavírus, Bolsonaro desmentiu a iniciativa

- Publicado no dia
Jair Bolsonaro (Marcelo Casal Jr./Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro havia dito nesta sexta-feira (8), em tom de ironia, que realizaria um churrasco para até 300o pessoas no Palácio da Alvorada. Neste sábado (9), antes de o próprio presidente deixar claro que o churrasco não acontecerá realmente, o Movimento Brasil Livre entrou com uma ação na justiça contra a sua realização. [1] [2] [3]

O advogado que entrou com a ação em nome do MBL, Tiago Pavinatto, argumentou: “Atuando em seu âmbito pessoal e dentro de sua residência, mesmo sem afrontar a lei vigente, no exercício de seu direito de fazer um churrasco exercido de maneira legítima apenas na aparência, Bolsonaro excede manifestamente os limites impostos pela boa fé, pelos bons costumes e as finalidades sociais e econômicas que podem existir neste ato”.


PUBLICIDADE



A alegação central do MBL é de que, mesmo tendo o direito de realizar o churrasco, Bolsonaro excederia os limites ao fazê-lo para prejudicar as campanhas de prevenção ao coronavírus. Caso realizasse o churrasco, o presidente teria que ser multado em R$ 100 mil, valor revertido em ações de combate à pandemia. Bolsonaro, entretanto,  debochou dos jornalistas que consideraram seriamente a afirmação e disse que o MBL “se superou”.

“Alguns jornalistas idiotas criticaram o churrasco FAKE, mas o MBL se superou, entrou com AÇÃO NA JUSTIÇA….”, publicou o presidente da República em seu Twitter. Alguns membros do MBL, como o integrante Ricardo Almeida, alegaram que Bolsonaro negou o churrasco depois da ação e que “não há limites para o ridículo desse cara”. Já o economista e comentarista político Rodrigo Constantino, por exemplo, comentou que o MBL “rasgou de vez a máscara de liberal e mostrou sua faceta autoritária”.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.