fbpx
PUBLICIDADE

Flávio Rocha anuncia saída do Brasil 200 após posição crítica a Bolsonaro

Presidente da Riachuelo fundou o grupo em 2018 como um dos braços que poderiam dar sustentação à sua candidatura presidencial pelo PRB; atualmente, entidade é dirigida pelo sobrinho, Gabriel Kanner
Foto: Reprodução/Brasil 200
Foto: Reprodução/Brasil 200
PUBLICIDADE

O movimento Brasil 200, antigo Instituto Brasil 200, sofreu mais uma perda. Seu fundador, o empresário Flávio Rocha, anunciou nesta quinta-feira (7) o desembarque do projeto em artigo enviado ao jornal Folha de S. Paulo.

PUBLICIDADE

Destacando que a organização se tornou um think tank, “com uma estrutura formal” centrada originalmente em “análises macro sobre o futuro do capitalismo e das nações”, Rocha pontuou que a entidade acabou, com o tempo, se vendo “envolvida no debate cotidiano da política”.

“Talvez seja apenas natural que tal diretriz tenha prevalecido. Os tempos são outros. Não cabe a mim julgar decisões tomadas pela nova geração que assumiu a direção do instituto. Mas sinto que já não poderia contribuir com o mesmo empenho que tive no passado. É por isso que agora confirmo meu desligamento do Brasil 200″, explicou.

PUBLICIDADE

Leia também:  Nascido do MBL, Brasil 200 surpreende com decisão sobre atos de setembro

Atualmente comandado por Gabriel Kanner, sobrinho de Rocha, o Brasil 200 manifestou-se de forma crítica à saída de Moro do governo. Nesta quinta-feira (7), a entidade também fez uma transmissão ao vivo com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, o que foi visto com ressalvas por alas bolsonaristas.

Brasil 200 ganhou força nas redes, originalmente, com apoio do MBL, por ocasião da pré-candidatura de Flávio Rocha à presidência da República pelo PRB, em 2018, que contava com o endosso da entidade.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama