fbpx
PUBLICIDADE


Músicos ameaçam processar Olavo de Carvalho por uso de música em convocação para manifestações

Autoria de vídeo convocando para atos de apoio ao presidente da República foi assumida por youtuber, mas compositor disse que o filósofo foi o primeiro a publicar

- Publicado no dia
Titãs (Foto: Divulgação)

O músico Arnaldo Antunes e a banda Titãs se manifestaram no último dia 25 de fevereiro sobre o uso da música “O Pulso” em um vídeo de convocação para as manifestações do próximo dia 15 a favor do presidente Jair Bolsonaro. Antunes declarou que já está tomando medidas jurídicas contra o filósofo Olavo de Carvalho.

O contexto da confusão é um dos vários vídeos compartilhados pela militância bolsonarista para convidar os internautas a participar das manifestações nacionais do próximo dia 15, com o objetivo de pressionar o Congresso e o STF e declarar apoio à agenda e à pessoa do presidente da República. O vídeo traz as fotos de diversas personalidades do mundo político em sequência com a música ao fundo.


PUBLICIDADE



A autoria do vídeo foi assumida pelo dono do canal ENZUH no Youtube. No entanto, o músico Arnaldo Antunes acusou Olavo de Carvalho de ter sido a fonte do vídeo e liderar a exploração indevida de sua música para defender ideias com que ele não compactua. O músico recebeu o endosso dos Titãs em seu posicionamento. [1]

Arnaldo Antunes se manifestou em vídeo em suas redes sociais sobre o assunto, vídeo que foi compartilhado por personalidades da oposição, como o deputado petista Paulo Pimenta (PT-RS). Antunes afirma que está “indignado” porque a música “foi usada num post no perfil de Instagram de Olavo de Carvalho e divulgado por outros perfis da extrema direita”, uso que foi “indevido, não autorizado e vai contra tudo aquilo que eu prezo e acredito”.

O guitarrista e compositor Tony Bellotto, membro dos Titãs, também se manifestou, na mesma linha, dizendo que o uso da música vai contra tudo em que acredita.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.