fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro amplia liberdade econômica em novo decreto sobre regulação

Medida assinada na última quarta-feira (5) pelo presidente permite ao cidadão e a empresas se respaldarem por normas internacionais de regulação caso as nacionais estejam desatualizadas
Jair Bolsonaro (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quarta-feira (5) um decreto pró-liberdade econômica que, de acordo com Geanluca Lorenzon, diretor de desburocratização do Ministério da Economia, “muda todo o regime de regulação e restrição de produtos e serviços no Brasil”. [1][2]

PUBLICIDADE

A medida é um desdobramento da Declaração de Direitos de Liberdade Econômica (Lei 13.874/2019) e “regulamenta o direito de desenvolver, executar, operar ou comercializar produto ou serviço em desacordo com norma técnica desatualizada”.

Segundo o decreto, entre outras medidas, passa a ser “direito de toda pessoa, natural ou jurídica, desenvolver, executar, operar ou comercializar novas modalidades de produtos quando as normas infralegais se tornarem desatualizadas por força de desenvolvimento tecnológico consolidado internacionalmente”.

PUBLICIDADE

Leia também:  Fusão de dois partidos pode criar maior agremiação partidária do Brasil

De acordo com o que Geanluca publicou nas redes sociais – no que foi compartilhado pelo próprio presidente -, “hoje uma norma técnica demora de dois a três anos para ser atualizada no Brasil” e “graças a isso, os brasileiros ficam sem acesso a milhares de novos produtos e serviços lançados todos os anos”. O decreto, publicado nesta quinta (6), entrará em vigor no dia 6 de abril de 2020. Geanluca Lorenzon é ex-diretor do Instituto Mises Brasil, um dos principais centros de pensamento de viés liberal do país.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama