fbpx
PUBLICIDADE


Amoêdo e Doria criticam ‘desafio’ de Bolsonaro a governadores sobre impostos

Presidente do Partido Novo destacou que não é papel do presidente “fazer desafios”, enquanto que governador de São Paulo pontuou que Bolsonaro não parecia falar com “responsabilidade” e “seriedade”

- Publicado no dia
João Amoêdo (Foto: Reprodução / Gazeta Online)

O desafio proposto pelo presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quarta-feira (5) de “zerar” impostos federais sobre combustíveis caso governadores também zerem a cobrança do ICMS  gerou críticas no meio político. João Amoêdo, presidente do Partido Novo e ex-candidato à presidência da República, e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foram alguns dos nomes que criticaram a fala. [1]

Para Amoêdo, “não é função do presidente fazer desafios”. Nas redes sociais, escreveu que “se considera viável a redução dos impostos federais sobre combustíveis, [o presidente] deveria colocar a medida em prática, independentemente da decisão dos 27 governadores de baixarem os impostos de seus estados”. [2]


PUBLICIDADE



Doria foi ainda mais enfático na declaração, sugerindo que o presidente não tratou o assunto com o responsabilidade e seriedade.

“Os estados estão tratando o assunto com seriedade e responsabilidade. Responsabilidade fiscal e, obviamente, institucional. Não parece o caminho do presidente Jair Bolsonaro. Isso não pode ser tratado de forma irresponsável nem de forma açodada. A bravata me lembra populismo, que me lembra algo ruim para o Brasil. Se o presidente está tão entusiasmado, tão motivado, ele que faça o primeiro gesto. Que elimine os impostos sobre o combustível e, aí sim, os governadores vão avaliar o ICMS”, pontuou.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.